Chocolate em outros idiomas

sexta-feira, setembro 30, 2011

Bushido, O Código de Ética Samurai

O termo Bushido (Bushi = “guerreiro” e do = “caminho”) representa o sentido de luta e  também um código de conduta, tendo como alicerces 3 valores que são: Sobriedade, Disciplina e Lealdade.

Esse código nunca foi escrito integralmente, mas pode ser identificado na leitura de algumas obras relevantes como “Livro dos Cinco Anéis” de Miyamoto Musashi (1584 – 1645) e “Atrás da Folhagem” de Yamamoto Tsunetomo (1659 – 1719). Eles foram grandes samurais que no final de suas vidas resolveram escrever sobre o Bushido.

Para o samurai, cada dia é encarado como se fosse o último, motivando-o a buscar a sabedoria, honra, coragem e o dever como se fosse sua última oportunidade. Essa conduta samurai é baseada em viver plenamente o presente, trilhando o caminho, o do, para a elevação. E ela só é alcançada através da disciplina, obediência e retidão moral.

IMG_1607_tratada_P-1

Ao contrário do que se pensa, para o samurai a luta não é seu objetivo último, é muito mais que ser hábil nas técnicas de combate, no uso da espada ou matar o inimigo, a verdadeira vitória samurai é quando se consegue dominar a si mesmo, numa sólida combinação entre físico e espiritual.

A ética samurai tem em suas bases referências do Budismo, Xintoísmo e Confucionismo.

  • Pelo Budismo compreende-se o momento de matar ou morrer e a crença da reencarnação, sendo a morte a etapa de ciclo que significa mais um passo para a iluminação.
  • Pelo Xintoísmo apreende-se que o presente é fruto do trabalho e dedicação dos antepassados, e que por esse motivo é preciso se pautar numa conduta sábia para não desonrar as dádivas recebidas dos antepassados. Na batalha o samurai demonstra sua lealdade lutando até o fim para honrar seu nome, de seus antepassados e descendentes, evitando a vergonha diante de si e dos outros.
  • Pelo Confucionismo tem-se a ênfase na obediência ao superior e a responsabilidade para com o mais humilde, valorizando a benevolência no sentido de quem cumpre seus deveres para com quem convive apreende as fraquezas humanas, podendo assim superá-las e ajudar o próximo e consequentemente a si mesmo.

O código de ética samurai foca principalmente no autoconhecimento, agregando um pouco da filosofia do zen-budismo, com a meditação sendo o caminho para a purificação da mente, resultando assim na sabedoria necessária para pautar suas ações.

IMG_1608_tratada_P-1

Ao samurai o aprendizado contínuo é o mais importante e também o respeito pela realização de atividades simples como Shodo (sho = “caligrafia” + do = “caminho”) e Chado (cha = “chá” + do = “caminho”), aos samurais essas atividades exigiam uma forte dose de concentração e humildade.

“O mais importante é o processo do fazer, a satisfação encontra-se em realizar a tarefa bem-feita”.

Lábios vermelhos

Fonte: Os Japoneses, Célia Sakurai. Ed. Contexto

Agradecimento super especial ao meu querido AMIGO que mandou a foto desse samurai para que eu pudesse colocar aqui no MB. 

Ah… vale dar uma olhada:

  1. http://www.youtube.com/watch?v=XeV-hGc8GZc
  2. http://www.youtube.com/watch?v=EN4OSXSghDs

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...